Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

I Like 2 Eat

I Like 2 Eat

19
Out21

Petiscos e Entradas - Prelúdio

CS

Sou uma pessoa de petiscos.

A ideia de um jantar com petiscos partilhados, com umas bebidas a acompanhar e muita conversa, é a minha noção de almoço/lanche/jantar perfeito.

Principalmente, quando temos tempo, quando as horas passam devagar.

Gosto de marisco acompanhado de pão torrado com manteiga (se for de alho e ervas melhor ainda).

Gosto de comer entradas nos restaurantes.

Gosto de servir entradas nos almoços e jantares que dou em casa. Mesmo que depois sobre 80% da refeição principal.

Gosto de me dedicar a esses pequenos prazeres, eles mostram aos nossos convidados que nos dedicámos a essa refeição e a eles.

Quando fomos viver juntos (ainda era só ao fim de semana), os primeiros convidados foram dois casais de amigos, que tal como nós gostam das coisas boas da vida. Por isso quisemos elevar a fasquia. Preocupamo-nos tanto com as entradas, e com as sobremesas, que ficámos sem tempo para o prato principal, acabámos a jantar frango de churrasco.

Mas fiz rissóis (ainda sem Bimby), que ficaram óptimos, vale pelo esforço, certo? E fiz um gelado de Doce de Leite que é só maravilhoso, tenho de partilhar a receita aqui!

Os nossos pais foram lá a casa jantar pela primeira vez no Halloween, planeamos a decoração e a refeição toda à volta do tema, acabámos a noite exaustos mas super felizes! (Os pais ainda levaram marmitas para casa, porque nos excedemos nas entradas e ficaram os 80%, numa clara inversão de papeis).

Claro que nunca mais me aventurei a fazer rissóis para um jantar de 6 pessoas, as críticas foram óptimas mas dá muito trabalho e nós temos de ser práticos.

Há coisas que nunca faltam, a tábua de queijos, as azeitonas temperadas, com pão variado, tostas.

Mas depois há todo um universo de: cogumelos recheados, bola de carnes, ovos mexidos com espargos e alheira, folhados de queijo de cabra com nozes e doce de abóbora ou mel, folhados de salsichas com um twist alemão, as Moelas que já mostrei aqui, umas Pataniscas à moda da minha mãe, super leves, patê de delícas do mar e atum ou de queijo de cabra. E o pão de alho express? Que faz sempre um brilharete!

Como ia ser um post demasiado longo, vou partilhar nos próximos dias algumas destas receitas, sempre que tiver uma nova partilho também, mantendo o título para ser fácil de procurar e identificar.

Que o regresso à normalidade, seja o regresso dos jantares de amigos, dos almoços de família, de convívios que nos façam felizes.

À nossa barriguinha e à nossa "alma" também!

02
Dez20

Merendeiras de Batata Doce da Lurdes

CS

128621806_903821950357391_7132479129164131669_n.jp

Este ano não houve o almoço de família do dia 1 de Novembro.

Seria dia de reunir a família, à volta da mesa, para um almoço seguido (às vezes só com uma pausa para o café, por isso é mesmo seguido) de um lanche com as mais variadas merendeiras doces, acompanhadas de uma caneca de chá e frutos secos.

Nesse dia, fiz metade desta receita, para não deixar de sentir o calor familiar deste dia, a mesa é a desculpa mas do que gostamos mesmo é de nos reunir, porque sim.

 

 

01
Nov20

Panquecas de Abóbora e Batata Doce

Temporada da Abóbora I

CS

123335289_680606579500275_396790864744893396_n.jpg

A abóbora é uma presença constante cá em casa.

As preferidas são a Abóbora Manteiga/Butternut e a Hokkaido, pelo menos uma há sempre em casa.

Este ano como ficámos por casa, só os 3, nem tirei as decorações de Halloween da caixa (e são muitas). Mas esculpimos uma abóbora, com direito a vela e a história de fantasmas.

Em homenagem a esse legume (na verdade é um fruto) vamos ter uma série de receitas, todas com abóbora. 

Começamos a temporada da abóbora com umas deliciosas panquecas de abóbora e batata doce, carregadas de especiarias, com cheirinho a inverno!

A receita é do Blog The Salty Marshmallow e prometiam ser as panquecas de abóbora perfeitas e são mesmo!

Ingredientes:

1 chávena de puré de abóbora e batata doce cozidas (ver notas)

2 chávenas de farinha (ver notas)

3 ovos M (ou 2 L)

40 g de manteiga

1 + 1/2 chávena de leite

1/4 chávena de açúcar amarelo

1 colher de sopa de fermento em pó

1 colher de sobremesa de canela

1 colher de café de noz moscada

1 colher de café de erva doce em pó

1 colher de chá de gengibre em pó

1 colher de chá de extracto de baunilha

1 pitada de sal

Manteiga, Xarope de Ácer e manteiga q.b. para servir

Preparação Bimby

Numa taça, colocar a farinha, o açúcar, o fermento em pó, o sal e as especiarias, misturar bem.

No copo da Bimby, colocar a manteiga e programar 2 min/70ºC/Vel 1.

Adicionar o açúcar, os ovos, a baunilha e o puré de abóbora e triturar 30 seg/Vel 5.

Adicionar o leite e misturar mais 10 seg/Vel 5.

Adicionar a mistura de farinhas e misturar 10 seg/Vel 3.

Colocar numa taça e reservar.

Aquecer uma frigideira anti-aderente em lume médio-baixo e colocar colheradas de massa (cerca de 1/3 de chávena), deixar cozinhar 2 minutos virar e deixar cozinhar mais um minuto. 

Servir as panquecas com um colher de chá de manteiga e regadas com xarope de ácer aquecido.

Preparação Tradicional

Numa taça, colocar a farinha, o açúcar, o fermento em pó, o sal e as especiarias, misturar bem.

Numa taça maior, colocar a manteiga derretida, o açúcar, os ovos, a baunilha, o leite e o puré de abóbora, misturar bem.

Adicionar a mistura de farinhas e misturar, tendo o cuidado de não bater demasiado a massa.

Aquecer uma frigideira anti-aderente em lume médio-baixo e colocar colheradas de massa (cerca de 1/3 de chávena), deixar cozinhar 2 minutos virar e deixar cozinhar mais um minuto. 

Servir as panquecas com um colher de chá de manteiga e regadas com xarope de ácer aquecido.

Notas:

Para esta receita usei uma chávena de farinha de trigo T55, 1/2 chávena de farinha de batata doce e espelta e 1/2 chávena de farinha de aveia integral. Pode usar as combinações que desejar, sendo que obterá resultados, ligeiramente, diferentes.

A receita original era apenas com puré de abóbora, tinha abóbora e batata doce laranja, cozida aos cubos, coloquei uma chávena de mistura das duas. Como utilizei a Bimby não triturei antes.

É importante cozinhar as panquecas em lume baixo, durante pelo menos 3 minutos, para que percam a água em excesso, fiquem cozinhadas e com uma boa textura.

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Redes Sociais

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub