Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

I Like 2 Eat

I Like 2 Eat

07
Dez21

Bolachas de Aveia e Batata Doce

CS

260363348_592631458610156_5242870617710502027_n.jp

Estas devem ser as bolachas mais fáceis de sempre.

Levam dois ingredientes, ficam super bonitinhas, não levam uma grama de açúcar e, a quem importar, são gluten free!

Esta receita surgiu num dia em que me sobrou batata doce laranja cozida.

Como tenho de enviar pequenos reforços para o Colégio do mini, resolvi dar-lhe um novo propósito.

A ideia era fazer as Bolachas de Batata Doce e Coco mas, no meio de todos os cozinhados que ocorreram nesse dia ,queria algo bem mais simples e rápido, que não necessitasse de esticar e cortar.

Resolvi experimentar triturar a batata doce (na Bimby ou com a varinha mágica), misturar flocos de aveia, até ficar com uma massa espessa mas sem ficar seca, e deixar hidratar durante 30 minutos, no mínimo.

Com as mãos, moldei as bolachas, coloquei num tabueiro forrado com papel vegetal e levei ao forno, pré-aquecido a 180ºC.

A receita, se é que isto chega a ser uma receita, é tão fácil que não vou separar em ingredientes e procedimentos.

Apenas uma nota importante, guardar no frio, pela sua natureza ganham bolor ao fim de alguns dias. Conservo-as no frio num frasco hermético. O máximo que duraram foi uma semana, antes de serem devoradas, pelo que não sei quanto tempo durariam conservadas desta forma.

29
Nov21

Broas dos Santos, Panquecas e Wafles - Sem açúcar

CS

259468764_1319450711836997_1330592905264159732_n.j

Já falei do Halloween mas ainda não tinha falado do Dia de Todos Santos aqui de casa.

Foi passado em casa, a três, fomos a casa no sábado mas não ficámos, voltamos a Lisboa no final do dia.

No dia anterior andei entretida na cozinha a preparar o Halloween, porque a verdade é que, neste momento, dedico muito mais tempo ao Halloween do que a este dia.

No dia 31 fizemos questão de decorar a casa no tema porque, afinal de contas, temos uma criança em casa (e mais duas em forma de adulto, que adoram este dia e têm uma caixa imensa de decorações).

 

 

25
Nov21

Tarte de Abóbora e Batata Doce - Thanksgiving/Halloween

CS

260515815_1542190922780759_260682505865604210_n.jp

O Halloween não é uma tradição nossa, todos os anos ouvimos alguém dizer isso.

Talvez não seja mas não difere assim tanto do que se fazia na minha infância.

No dia 1 de Novembro, íamos de porta em porta, pedir o Pão por Deus e faziamo-lo mascarados, de velhos, de bruxas, dos seres assustadores que povoavam o nosso imaginário.

Os vizinhos ofereciam-nos broas doces, frutos secos ou até dinheiro, mas o que queríamos mesmo era doces, muitos, peganhentos e cheios de açúcar. Que comíamos até ficar com dores de barriga e as mãos lambuzadas.

 

 

01
Nov20

Panquecas de Abóbora e Batata Doce

Temporada da Abóbora I

CS

123335289_680606579500275_396790864744893396_n.jpg

A abóbora é uma presença constante cá em casa.

As preferidas são a Abóbora Manteiga/Butternut e a Hokkaido, pelo menos uma há sempre em casa.

Este ano como ficámos por casa, só os 3, nem tirei as decorações de Halloween da caixa (e são muitas). Mas esculpimos uma abóbora, com direito a vela e a história de fantasmas.

Em homenagem a esse legume (na verdade é um fruto) vamos ter uma série de receitas, todas com abóbora. 

Começamos a temporada da abóbora com umas deliciosas panquecas de abóbora e batata doce, carregadas de especiarias, com cheirinho a inverno!

A receita é do Blog The Salty Marshmallow e prometiam ser as panquecas de abóbora perfeitas e são mesmo!

Ingredientes:

1 chávena de puré de abóbora e batata doce cozidas (ver notas)

2 chávenas de farinha (ver notas)

3 ovos M (ou 2 L)

40 g de manteiga

1 + 1/2 chávena de leite

1/4 chávena de açúcar amarelo

1 colher de sopa de fermento em pó

1 colher de sobremesa de canela

1 colher de café de noz moscada

1 colher de café de erva doce em pó

1 colher de chá de gengibre em pó

1 colher de chá de extracto de baunilha

1 pitada de sal

Manteiga, Xarope de Ácer e manteiga q.b. para servir

Preparação Bimby

Numa taça, colocar a farinha, o açúcar, o fermento em pó, o sal e as especiarias, misturar bem.

No copo da Bimby, colocar a manteiga e programar 2 min/70ºC/Vel 1.

Adicionar o açúcar, os ovos, a baunilha e o puré de abóbora e triturar 30 seg/Vel 5.

Adicionar o leite e misturar mais 10 seg/Vel 5.

Adicionar a mistura de farinhas e misturar 10 seg/Vel 3.

Colocar numa taça e reservar.

Aquecer uma frigideira anti-aderente em lume médio-baixo e colocar colheradas de massa (cerca de 1/3 de chávena), deixar cozinhar 2 minutos virar e deixar cozinhar mais um minuto. 

Servir as panquecas com um colher de chá de manteiga e regadas com xarope de ácer aquecido.

Preparação Tradicional

Numa taça, colocar a farinha, o açúcar, o fermento em pó, o sal e as especiarias, misturar bem.

Numa taça maior, colocar a manteiga derretida, o açúcar, os ovos, a baunilha, o leite e o puré de abóbora, misturar bem.

Adicionar a mistura de farinhas e misturar, tendo o cuidado de não bater demasiado a massa.

Aquecer uma frigideira anti-aderente em lume médio-baixo e colocar colheradas de massa (cerca de 1/3 de chávena), deixar cozinhar 2 minutos virar e deixar cozinhar mais um minuto. 

Servir as panquecas com um colher de chá de manteiga e regadas com xarope de ácer aquecido.

Notas:

Para esta receita usei uma chávena de farinha de trigo T55, 1/2 chávena de farinha de batata doce e espelta e 1/2 chávena de farinha de aveia integral. Pode usar as combinações que desejar, sendo que obterá resultados, ligeiramente, diferentes.

A receita original era apenas com puré de abóbora, tinha abóbora e batata doce laranja, cozida aos cubos, coloquei uma chávena de mistura das duas. Como utilizei a Bimby não triturei antes.

É importante cozinhar as panquecas em lume baixo, durante pelo menos 3 minutos, para que percam a água em excesso, fiquem cozinhadas e com uma boa textura.

27
Mai20

Bolachas de Batata Doce e Coco - Sem Açúcar

CS

IMG_20200527_132359.jpg

Aqui em casa só os adultos é que podem (mas não deviam) comer açúcar.

Por norma, o petiz não come bolachas mas em SOS, para as saídas de casa ou para as viagem de carro mais longas, em que não quer dormir, há as bolachas de uma marca de produtos biológicos, que usa substitutos de açúcar.

Agora em casa, ele pedia (sabe onde elas estão na despensa) e como isto já é tão difícil, acabava por ceder, apesar de tentar evitar os processados.

Como agora não há a desculpa do tempo, resolvi fazer bolachas em casa, sem açúcar adicionado, de dois tamanhos porque pede sempre uma segunda bolacha.

 

 

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Redes Sociais

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub