Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

I Like 2 Eat

I Like 2 Eat

20
Jun20

Pão e mais pão!

CS

104688454_1165518440470101_1849498695157548607_n.j

Adorooooo pão.

Se até aqui ficava feliz com um belo pão, cozido em forno de lenha de uma panificação da minha zona, com o pão de abóbora e nozes de uma cadeia de supermercados ou com o pão de quinoa de um outro, agora tenho um prazer imenso em fazer pão.

Durante o confinamento, comprava pão quando ia às compras, durante o resto do tempo, fazia pão em casa.

Inicialmente, limitei-me às misturas pré-preparadas.

104473417_1140192726348794_3780645367275855719_n (

 

105420465_2795435500585262_6713176925675729598_n.j

 

104473417_1140192726348794_3780645367275855719_n.j

Até que chegou a Pãodemia da Filipa Gomes.

Uma receita que quase não dava trabalho a fazer, que levedava durante a noite e garantia pão quente logo de manhã, era tudo o que podia desejar.

Fiz as mais diversas combinações!

104882503_2967336596714401_2171314197442190353_n.j

104734733_2946962608863672_9048029852464416430_n (

105685098_357763048539712_1657669131334782270_n.jp

104734733_2946962608863672_9048029852464416430_n.j

Tinha um problema, ficava demasiado fechado, gosto daquele pão mais areado e leve.

Vi mil posts da receita de pão de água da Bimby/Cookidoo mas achei sempre que demorava demasiado tempo e nunca fiz, até há umas semanas.

E bem, a minha relação com o pão mudou mais uma vez.

O pão é, exactamente, como eu gosto, leve, arejado, com uma crosta bem crocante.

Eu sou team pão bem cozido, pelo que nas fotos ele tem sempre um tom mais castanho, é propositado.

A combinação vencedora é a de trigo com espelta, numa proporção de 70/30.

Demora 4 horas? Demora! Vale a pena? Completamente!

O único problema é mesmo parar de comer e garantir que as calças nos continuam a servir. 

Receita

550 g água

720 g farinha tipo 65 (experimente combinações de farinha, com sementes, frutos secos)

1 c. chá de fermento de padeiro seco

10 g sal

Preparação

Coloque no copo a água e a farinha e misture 20 seg/Vel 6. Deixe hidratar cerca 40 minutos.

Adicione o fermento e o sal e amasse 6 min/Espiga. Deixe levedar, dentro do copo, cerca de 2 horas ou até a massa dobrar de volume.

Pré-aqueça o forno a 250°C, com uma panela de ferro, que possa ir ao forno, com tampa lá dentro.

Corte uma folha de papel vegetal, polvilhe-a bem com farinha e coloque nele a massa, sem a manipular muito para não perder o ar. Dobre ⅓ da massa sobre si própria e entale por baixo.

Com uma faca bem afiada ou com uma lâmina própria, faça um golpe na parte de cima, no sentido do comprimento. Este corte vai garantir um pão alto e fofinho.

Com a ajuda do papel vegetal coloque a massa dentro da panela, tampe e leve ao forno a 250°C cerca de 55 minutos. Se gostar de uma crosta bem crocante, nos últimos 10 minutos retire a tampa.

Quando retirar, envolva uns minutos num pano grande ou numa toalha. A crosta vai continuar crocante mas não fica demasiado dura.

Deixe arrefecer sobre uma rede antes de servir. (Nunca deixei arrefecer, comemos sempre quentinho com manteiga)

NOTA: Não tenho panelas de ferro, as minhas panelas todas têm pegas de plástico. Inicialmente, usava a forma de soufflé, porque tinha tampa. 

Como agora seria pequena, uso um pirex com tampa (o meu é este, uso invertido), deixo menos 5 minutos no forno.

104884722_272357447211346_8053868735837991408_n.jp

 

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Redes Sociais

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub