Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

I Like 2 Eat

I Like 2 Eat

10
Dez21

Folhados de Salsicha

Petiscos e Entradas - Parte II

CS

260894812_581646346403102_1573031245397919337_n.jp

Quem me conhece sabe que não há festa minha sem folhados, de variados tipos.

Acho que são o tipo de aperitivo que fica sempre bem, tanto para começar a refeição como para um lanche ajantarado ou uma refeição volante. Que agrada tanto aos mais novos como aos mais velhos.

Se for uma festa mais longa, daquelas que começam ao almoço e se estendem pela tarde, surpreenda os seus convidados com uns folhados quentinhos, acabados de sair do forno, com uma massa estaladiça e dourada.

 

07
Dez21

Bolachas de Aveia e Batata Doce

CS

260363348_592631458610156_5242870617710502027_n.jp

Estas devem ser as bolachas mais fáceis de sempre.

Levam dois ingredientes, ficam super bonitinhas, não levam uma grama de açúcar e, a quem importar, são gluten free!

Esta receita surgiu num dia em que me sobrou batata doce laranja cozida.

Como tenho de enviar pequenos reforços para o Colégio do mini, resolvi dar-lhe um novo propósito.

A ideia era fazer as Bolachas de Batata Doce e Coco mas, no meio de todos os cozinhados que ocorreram nesse dia ,queria algo bem mais simples e rápido, que não necessitasse de esticar e cortar.

Resolvi experimentar triturar a batata doce (na Bimby ou com a varinha mágica), misturar flocos de aveia, até ficar com uma massa espessa mas sem ficar seca, e deixar hidratar durante 30 minutos, no mínimo.

Com as mãos, moldei as bolachas, coloquei num tabueiro forrado com papel vegetal e levei ao forno, pré-aquecido a 180ºC.

A receita, se é que isto chega a ser uma receita, é tão fácil que não vou separar em ingredientes e procedimentos.

Apenas uma nota importante, guardar no frio, pela sua natureza ganham bolor ao fim de alguns dias. Conservo-as no frio num frasco hermético. O máximo que duraram foi uma semana, antes de serem devoradas, pelo que não sei quanto tempo durariam conservadas desta forma.

02
Dez21

O Brownie de Chocolate

CS

263156329_206250295001610_985035695791567362_n.jpg

Os brownies estão entre um bolo de chocolate húmido e uma barra de chocolate.

Os melhores são suaves e húmidos por dentro, derretem na boca e não sabem a farinha. Como bónus ainda têm uma camada superior e as laterais crocantes mas sem perder aquela elasticidade.

Quando encontro brownies, com aspecto de corresponder a estas características, não lhes resisto. Quase sempre acabo desiludida. Ou são demasiado doces ou secos, massudos, com demasiada manteiga.

 

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Redes Sociais

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub